18.12.11

aham, era mentira.

às vezes tem coisas que a gente gostaria de dizer, mas não sabe como e muito menos pra quem. às vezes até tem destino certo, mas as palavras ficam sambando só no pensamento e sequer chegam perto de quem deveria ouví-las. às vezes essas palavras simplesmente morrem com a gente, junto com um monte de outras coisas que só acabam quando a gente também se acaba, por mais que a gente tente matá-las todos os dias. há certas coisas que nem o tempo pode resolver. no final das contas, sabe aquele papo de não querer confundir as coisas? era mentira! e a gente se faz mentir por tão pouco né? por negar certas coisas que realmente merecem ser negadas, que parecem pouco. no fim das contas, esse vai ser só mais um sentimento mal resolvido. mas eu realmente espero que a rotina estressante do pensamento seja presente na sua vida também. porque dividir tudo era muito, mas isso é merecido e não fica nas vagas palavras de alguém que perdeu. ficam nas suas também, porque foi você mesmo quem as disse. então vamos deixar essa história nada promissora no pensamento, no meu e no seu, como deve ser. mas era mentira. 

1 comentários:

Luís Gustavo Brito Dias disse...

- mas mesmo quando é mentira, o que ficou mal resolvido incomoda.
e, quando é mal resolvido, a chaga não cicatriza.

e ai, o que fazer?

 

Blog Template by YummyLolly.com - RSS icons by ComingUpForAir