17.4.10

eu, obviamente, não sei

muitas coisas se encaixam nesse âmbito circular da minha vida. e pra não dizer todas, digo muitas porque eu ainda tenho a esperança de me descobrir decidida em alguma coisa dessa nada particular vida. e tái outra coisa fora do eixo comum do resto da maioria das pessoas (oi?): meus maiores problemas relacionam-se à fragilidade das amizades que eu construo. será que só pra mim dar um oi no msn de vez em quando não é o suficiente? será que só eu não suporto essa superficialidade das coisas, essas tentativas de fazer dar certo que não se repetem, a estranheza repentina, ver alguém que faz parte de toda a sua vida todo dia e se tratarem como estranhos, querer participar só dos bons momentos, e escutar tudo acontecendo normalmente sem que sintam a falta um do outro... será que só pra mim isso não é normal? não, eu não morro de amores por ninguém. minha vida amorosa é muito bem resolvida, obrigada. mas eu devo ser a pessoa mais puta da vida por não saber, na prática, definir uma amizade. e espero que essa seja a última vez que falo sobre isso. última, de verdade.

2 comentários:

gabriela m. disse...

sei lá, mas amizade a gente sente do jeito que a gente é. nunca vi uma listade regras em lugar nenhum.

ó, eu me achei aqui: me descobrir decidida em alguma coisa dessa nada particular vida.

fernanda disse...

eu, definitivamente, não sei também

 

Blog Template by YummyLolly.com - RSS icons by ComingUpForAir